Famílias rurais de Giruá implementam projetos socioprodutivos para melhoria das condições de vida

Assistidas por meio do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, resultado do Acordo de Cooperação Técnica com o Ministério da Cidadania e Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), famílias do meio rural de Giruá estão implantando projetos socioprodutivos que tem transformado suas realidades, com inclusão social e produtiva, soberania e segurança alimentar, assim como oportunidades de geração de renda. Atualmente, seis famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica recebem o assessoramento continuado e gratuito da Emater/RS-Ascar, responsável por operacionalizar o Programa.

A atual fase do programa foi desencadeada em 2019 na região de Santa Rosa, onde 111 famílias recebem o acompanhamento da Emater/RS-Ascar. Para serem beneficiadas, as famílias devem atender a critérios, no momento de ingresso no Programa, como estarem inscritas no CAD Único, possuir renda mensal per capita de até R$ 89,00 e encaminhar a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP).

As famílias beneficiárias em Giruá foram visitadas por representantes do Comitê Gestor Municipal, formado pela Emater/RS-Ascar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Secretaria Municipal de Promoção Humana e Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, para diagnóstico da situação social e econômica e posterior elaboração de projeto socioprodutivo, que pudesse transformar a realidade destas famílias. A viabilização do projeto passou por capacitações técnicas e sociais e orientações com o envolvimento dos técnicos do escritório da Emater/RS-Ascar de Giruá, além da liberação do recurso no valor de R$ 2.400,00 por família, para que o mesmo pudesse ser implementado. O valor é pago em duas parcelas, com a devida prestação de contas dos investimentos realizados nas propriedades.

A extensionista social da Emater/RS-Ascar, Helena Sandri Zaltron, conta que foram diversas as alternativas encontradas pelas famílias, de acordo com sua vocação e anseios, como implantação de hortas, construção de galinheiros e aquisição de equipamentos para produção de alimentos para consumo próprio e comercialização. Em um dos casos, foi adquirida uma máquina de costura que, no momento, está sendo utilizada para a confecção de máscaras para a família e venda a interessados.

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional de Santa Rosa
Jornalista Deise Froelich
[email protected]
(55) 3512-6665 / (55) 9 9979-8195
www.emater.tche.br

Instagram: @EmaterRS

Fonte: EMATER/RS

Publicidade