Lei que protege e valoriza a árvore simbolo do município é sancionada

0
551
views

O Prefeito Ruben Weimer na companhia do Vice-prefeito Antônio Carlos Dalla Costa recebeu em seu gabinete na manhã de terça-feira, dia 17 de outubro, Diretoras das Escolas Municipais e Estaduais, momento que sancionou a Lei que institui o “Mês da Preservação do Butiazeiro – Árvore Símbolo de Giruá”.

A partir deste marco, pela sanção da Lei 6521/2017, o butiazeiro passa a ter uma nova visão perante as autoridades e comunidade. Alunos serão acompanhados em pesquisas e trabalhos voltados a valorização da planta, grupos e associações que já atuam com artesanato e gastronomia a base do butiá terão novos incentivos principalmente para o plantio, cultivo, preservação e manejo adequado.

Dentro de um curto período de tempo será implantado no município o “Bosque dos Butiazais” incentivando o turismo, além de diversas alterações como por exemplo a antecipação da data da realização da Festa do Butiá para o mês de Março, visando o melhor aproveitamento da época da colheita dos frutos.

Durante vários anos, a Embrapa Clima Temperado vem realizando pesquisas e fornecendo orientações para ampliar a qualidade e preservação da espécie. Nesta semana a Drª Marene Marchi – Doutora em Agronomia da Rota dos Butiazais – emitiu uma nota ao município de Giruá, com o seguinte teor:

“Os ecossistemas de butiazais se encontram ameaçados de extinção e o Município de Giruá tem uma grande importância pela questão do uso dos butiás. A Embrapa Clima Temperado tem um projeto que é a Rota dos Butiazais que envolve muitos parceiros no Brasil, no Uruguai e na Argentina. O Município de Giruá é um ponto chave desta Rota, que se destaca pelo resgate do uso dos butiás, pela Festa do Butiá e pelo grande número de artesãos que usam o butiá. Giruá é um modelo e uma motivador para os outros municípios que fazem parte desta Rota.

            Assim sendo, hoje a Rota dos Butiazais destaca mais uma vez o Município de Giruá! Pela iniciativa, pela valorização da sua cultura, pela conservação das suas raízes e por usar o butiá como forma de conservação da biodiversidade!

            Giruá já vem há anos demonstrando e ensinando como usar os butiazeiros de forma sustentável, e agora com a implementação da nova Lei que instituirá o mês da Preservação do Butiazeiro, vai ampliar suas ações dentro do município junto às atividades educacionais, dando o exemplo e servindo de modelo para os outros parceiros da Rota dos Butiazais.

            Parabéns Giruá! – Embrapa Clima Temperado”.

Para finalizar, o Chefe do Executivo agradeceu a presença das Diretoras, das Artesãs giruaenses Iolanda Stasiak e Marli Zimpel, do Sr. Sigfrid Schot da Associação ‘Cio da Terra”, e reafirmou o compromisso de cuidar do destino do nosso meio ambiente e mais especificamente de uma árvore que corre o risco de extinção e que é responsabilidade de todos.  Citou também que a escola é um lugar que proporciona a reflexão em torno de assuntos relevantes como este, além de disseminar idéias que podem gerar grandes transformações no meio que vivemos.

O Município de Giruá é reconhecido histórica e culturalmente como Município que visualiza inúmeras possibilidades com o Butiazeiro na gastronomia e artesanato. Esse reconhecimento nos orgulha e também nos responsabiliza a continuar investindo em ações que possibilitem destacar as potencialidades e a valorização do butiá.

A partir da sanção da Lei, esta dará garantia de preservação da espécie e virá a incentivar o cultivo e manejo do butiazeiro, incentivando também a utilização  da árvore no paisagismo para embelezar ruas, parques e jardins entre outros incentivos que virão a partir da sua implantação.

Outro aspecto abrangido pela Lei será o Projeto “Preservação e valorização do butiazeiro” através do qual serão envolvidos cerca de 3.500 alunos para formar novas atitudes frente aos crescentes problemas ambientais e ecológicos. Este Projeto terá como público alvo, alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental dos Anos Iniciais e Anos Finais das Escolas Municipais, Estaduais e Particulares, EJA e Comunidade Escolar.