Polícia Civil comemora 178 anos com homenagem a policiais com 20 e 30 anos de serviço

No dia em que completa 178 anos de história, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul comemorou com entrega de homenagens a policiais que já dedicaram boa parte de suas vidas à missão de servir e proteger os gaúchos. Na tarde desta terça-feira (3/12), em cerimônia no auditório Cícero do Amaral Viana, no Palácio da Polícia, em Porto Alegre, 152 policiais que completaram 20 anos e 30 anos de serviços prestados foram agraciados com a Medalha Delegado Plínio Brasil Milano.

No grupo dos policiais civis com duas décadas de atuação na instituição, foram condecorados uma escrivã, dois comissários e 77 delegados, entre os quais o subchefe da Polícia Civil, Fábio Motta Lopes, o diretor-geral do gabinete do vice-governador e secretário-executivo do Programa RS Seguro, Antônio Carlos Pacheco Padilha, o diretor-geral da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Marcelo Moreira da Silva, e o diretor administrativo da SSP, Elione Luiz Lopes.

Com 30 anos de Polícia Civil, receberam a homenagem 19 escrivães, 18 inspetores, 33 comissários e dois delegados. Entre todos os agraciados, o servidor com mais tempo de casa é o comissário Antônio Carlos Pinto da Silva, que completou três décadas na instituição em 22 de dezembro de 2009 e, daqui a 20 dias, vai celebrar 40 anos atuando nas ações de segurança do Estado.

Atualmente com 5,3 mil servidores na ativa, a Polícia Civil tem obtido excelentes resultados no combate à criminalidade no RS. Conforme os indicadores de eficiência monitorados pela SSP, entre janeiro e setembro de 2019, a instituição efetuou 8.681 prisões, sendo 4.244 em flagrante e 4.437 prisões mediante mandados. A instituição também apreendeu 3.262 armas e recuperou 12.296 veículos.

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, destacou a honra pessoal em participar da cerimônia na condição de representante do governo, na casa da instituição que é sua origem na carreira da Segurança e a qual chefiou no período entre 2011 e 2014.
“A prioridade do nosso governo com a Segurança Pública e também a Polícia Civil se expressa nas medidas concretas, com as promoções, as entregas de viaturas e armamentos e os ingressos 412 novos policiais neste ano, e a previsão de entrada e mais servidores nos próximos três anos. Parabéns pelo merecido reconhecimento a todos os que aqui alcançaram 20 e 30 anos nessa instituição”, afirmou Ranolfo.

Em seu discurso, a chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, relembrou o histórico da instituição até sua consolidação entre as polícias judiciárias mais preparadas e reconhecidas do país. “Se chegamos até aqui, é por causa do trabalho dedicado de todos vocês, policiais. Vibrem, que esse momento é para agradecer a todos pelo trabalho de excelência”, declarou Nadine.

O subchefe de Polícia, delegado Fábio, que recebeu a medalha das mãos da chefe de Polícia e do vice-governador, destacou a importância de reconhecer as pessoas que integram a força de segurança.
“Nós, policiais, somos o que de melhor há nessa instituição. Somos o maior patrimônio da Polícia Civil. É claro que não trabalhamos sozinhos, mas temos um papel fundamental na redução de criminalidade que observamos este ano. Então, estão todos aqui de parabéns e é uma honra completar 20 anos de serviços à sociedade”, disse Fábio.

A medalha

A concessão das medalhas está prevista no Decreto nº 30.820, de 6 de setembro de 1982. A medalha Plínio Brasil Milano é destinada a premiar os policiais que, por decisão fundamentada do Conselho Superior de Polícia, têm efetivo exercício de suas funções durante o período de 20 e 30 anos e que não tenham cometido qualquer ato ou prática que possa ser considerada como incompatível com a função.

O patrono

Modelo de policial, o delegado Plínio Brasil Milano nasceu em Alegrete, em 1908. Em 1932, formou-se em Direito na capital. Como policial, foi subprefeito de Porto Alegre na administração do prefeito Antônio Brochado da Rocha.

Por diversas vezes esteve no Exterior para desarticular quadrilhas internacionais e para cursos de aperfeiçoamento policial. Dentre suas iniciativas na Polícia, se destaca a criação de cursos de especialização para policiais civis.

Texto: Carlos Ismael Moreira/Ascom SSP
Edição: Marcelo Flach/Secom

Fonte: Portal do Estado do Rio Grande do Sul

Publicidade