Regionalização dos partos – Giruá manterá atendimento junto ao hospital vida de saúde em Santa Rosa

0
964
views

Para o município de Giruá, atendimentos se darão tanto para partos de risco habitual, bem como de alto risco.

Através da Deliberação de nº 31/2017, o município de Giruá oficializa como referencia o município de Santa Rosa, para atendimento aos Partos, tanto para baixo risco (habitual) quanto para alto risco. Este trabalho que já vem sendo desempenhado desde agosto de 2016 junto ao Hospital Vida e Saúde, se formaliza nesta deliberação.
A Secretaria Municipal de Saúde mantém todos acompanhamentos necessários as gestantes, através do Programa Mamãe Canguru que acompanha todo o Pré- Natal, bem como, mantém um vinculo afetivo muito forte na questão do atendimento humanitário em paralelo ao Vida & Saúde. Além das gestantes de Giruá, também são mantidos os atendimentos junto a esta instituição em Santa Rosa, as gestantes dos municípios de Candido Godói, Novo Machado, Porto Mauá, São Paulo das Missões, Senador Salgado Filho, Tucunduva e Tuparendi.
Outros municípios também terão atendimentos regionalizados. Serão atendidas junto ao Hospital de Caridade de Santo Cristo, gestantes de parto habitual, dos municípios de Alecrim, Porto Lucena e Porto Vera Cruz, desde que a instituição entre em adequação até o mês de março de 2018 conforme demanda o Art. 3 da Portaria 359/2017.
Já o atendimento regionalizado ao Hospital São Vicente de Paula de Três de Maio, será para os municípios de Alegria, Boa Vista do Buricá, Doutor Maurício Cardoso, Independência, Nova Candelária e São José do Inhacorá. Nesta Deliberação também consta que todos os municípios da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) serão referenciados no Hospital Vida e Saúde para os partos de alto risco.
Conforme observa o Secretário Municipal de Saúde Fernando Massafra Cavalheiro, a vontade da equipe seria de que estes serviços fossem ofertados pelo Município de Giruá, através do Hospital São José. Porém, conforme determinação da Secretaria Estadual de Saúde, a Regionalização dos partos está concretizada com base na referida Deliberação, a qual deverá passar por aprovação pela Comissão Intergestora Bipartite Estadual (CIB/RS).