Secretaria Municipal de Saúde realizou ato alusivo a Luta Antimanicomial

0
133
views

Na tarde da quinta-feira, 16 de maio, o Centro de Atenção Psicosocial (Caps) I, realizou na Praça Tenente Aládio Ferreira uma ação/mobilização com o tema “Qual a linha que nos separa da loucura?”. Este ato alusivo ao “18 de maio – Dia da Luta Antimanicomial”, teve a presença de várias pessoas atendidas pela Saúde de Giruá, com amostra de trabalhos produzidos na Unidade e realizada apresentação exemplificando como eram os atendimentos nos tempos passados e como são conduzidos hoje.

O Movimento da Luta Antimanicomial se caracteriza pela luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. Dentro desta luta está o combate à ideia de que se deve isolar a pessoa com sofrimento mental em nome de pretensos tratamentos, ideia baseada apenas nos preconceitos que cercam a doença mental. O Movimento da Luta antimanicomial faz lembrar que como todo cidadão, estas pessoas têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direito a receber cuidado e tratamento sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos.

Por esta razão, o Movimento tem como meta a substituição progressiva dos hospitais psiquiátricos tradicionais por serviços abertos de tratamento e formas de atenção dignas e diversificadas de modo a atender às diferentes formas e momentos em que o sofrimento mental surge e se manifesta. Esta substituição implica na implantação de uma ampla rede de atenção em saúde mental que deve ser aberta e competente para oferecer atendimento aos problemas de saúde mental da população de todas as faixas etárias e apoio às famílias, promovendo autonomia, descronificação e desinstitucionalização.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Prefeitura Municipal de Giruá