Relatório sobre obras na área da educação apresentados à comunidade Giruaense

Relatório sobre obras na área da educação apresentados à comunidade Giruaense

22 de junho de 2017 0 Por giruaimprensapm

Relatório publicamente apresentando junto a Câmara Municipal de Vereadores.

Nesta Semana a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Elisenara Demeneghi Ternes, apresentou junto a Câmara Municipal de Vereadores, um relatório público sobre as principais ações da Administração Municipal, em relação a educação do município de Giruá. Na questão estrutural, a rede de ensino é composta por 1489, tendo um aumento de 85 novos alunos neste ano de 2017, matriculados em 15 escolas, sendo 9 escolas de Ensino Fundamental, 5 escolas de Educação Infantil e 1 de Ensino Fundamental Agrícola de Turno Integral.

Conforme tornou público em sua manifestação, a população era comunicada sobre a ampliação da rede de ensino, porém  3 escolas estavam inacabadas, havendo no meio de todo o trabalho de planejamento do novo ano letivo que se aproximava a necessidade de mais investimentos financeiros, com injeção de mais dinheiro para concluir as obras.

Como forma de alguns exemplos, foi citada a EMEI Leonel de Moura Brizola, a se encontrava sem energia elétrica regularizada e instalada, apresentando problemas na drenagem da água das chuvas, entre outros ajustes, necessitava com urgência de um investimento de R$ 50.000,00 para que os novos alunos daquele educandário não corressem riscos de ficar fora da escola. A Administração Municipal tomou todas as medidas necessárias com urgência para viabilizar o início do funcionamento da escola, instalando energia elétrica para suprir as demandas iniciais, porém já na sequência dos trabalhos viabilizando um projeto de instalação de um transformador com capacidade plena para suprir todas as necessidades da Escola.

A EMEF Agrícola de Turno Integral São Miguel Arcanjo, localizada no Distrito de Mato Grande, apresentou problemas com as obras que estavam sendo executadas até o mês de setembro de 2016, pela empresa KSB Construções Ltda, onde a atual gestão assumiu os trabalhos com as obras totalmente paralisadas. Para reverter a situação e dar sequência às ampliações, já iniciou-se o Processo de Licitação.

Outro exemplo é a Escola Municipal Lauri Antonio Thomas, a qual será necessário um aditivo de contrato, no montante de R$ 153.022,22, que já se encontra junto a Câmara de Vereadores para análise dos vereadores e tão logo que aprovado e liberado, será utilizado na construção de muros de proteção e adequações ao projeto, para garantir o bom funcionamento dos serviços, bem como garantir mais espaço e segurança aos alunos da Escola Municipal Batista, que hoje funciona de forma provisória junto ao prédio da Secretaria Municipal de Promoção Humana.

Ainda em sua explanação, a Secretária falou sobre a implantação do PPCI – Plano de Proteção Contra Incêndio, o qual também está tendo atenção máxima por parte do novo governo, pois ainda neste ano de 2017 esta implantação deverá ser inserida em toda Rede Municipal de Ensino, com base as normas exigidas pelos órgãos de segurança pública, sendo Corpo de Bombeiros, Brigada Militar entre outros.

Ao falar em inovações, foram observados diversos pontos para valorizar e aprimorar cada vez mais a educação do município. O corpo docente passou a receber formações gratuitas mensais; dentro das salas de aula das EMEIS, as atividades desempenhadas por monitores agora são realizadas por Professores de Educação Infantil; Centro Cultural plenamente reativado com Biblioteca Municipal, Museu, Cinema e Casa do Professor. Outro ponto positivo comemorado pelos professores foi a decisão de oferecer o Seminário de Educação de forma gratuita aos Professores Municipais, entendendo que desta forma é lançado um novo olhar sobre o educador, fazendo chegar até os alunos uma qualidade de ensino cada vez melhor.

Em relação a convênios, vários mantidos com base nos anos anteriores, outros criados e ampliados:

·         APAE – R$ 179.101,50

·         APAE (Aux. Motorista) – R$ 20.000,00

·         ISAEC – CERB – R$ 130.000,00

·         APAS (Associação dos Pais e Amigos dos Surdos) – R$ 40.000,00

·         ASSEGIR (Associação dos Estudantes de Giruá) – R$ 49.800,00 (249 alunos em 2017)