Ampliar, melhorar e economizar obras nas EMEIS

Ampliar, melhorar e economizar obras nas EMEIS

29 de setembro de 2017 0 Por giruaimprensapm
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Existe um lugar, que não faz parte de nenhum dos cômodos de nossa casa, mas que desde criança é um lugar que se torna necessário a todo ser humano: a sala de aula.

Infelizmente por alguns fatores externos, estes espaços de aprendizagem se tornam impróprios e de certa forma incômodos. Nesta semana, a Secretária Municipal de Educação Elisenara Demengegui Ternes e o Secretário de Obras Leandro Cordeiro visitaram as obras de drenagem pluvial, para restabelecer o convívio escolar dos alunos da EMEI Casa da Criança que há muito tempo tem suas dependências invadidas pelas chuvas.

Conforme mencionou o Secretário de Obras, trata-se de um investimento de baixo custo, mas de fundamental relevância para restabelecer os bons serviços oferecidos pela escola. “O montante de R$ 5.714,25 é muito aquém da vontade e atenção disponibilizados a família escolar” – frisou Cordeiro.

A Secretária de Educação lembrou que além de resolver a questão da invasão das águas, outros investimentos já foram realizados ao longo do ano, como instalação de calhas, toldos, pinturas e outras ações para viabilizar a tranquilidade e seguranças das nossas crianças.

A SMEC em parceria com a SMOISU vem realizando serviços como este junto as escolas municipais, os quais se fossem terceirizados teriam um investimento mínimo de aproximadamente R$ 20.000,00 em cada escola. Sendo assim, através destas ações em parceria, é possível minimizar os gastos e garantir mais obras na rede municipal, tendo em vista também que o fluxo de investimento em educação aumentou significativamente neste ano de 2017 por conta das despesas fixas junto aos novos educandários que entraram em funcionamento neste ano letivo.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>