Audiência Publica para tratar sobre o abigeato no município de Giruá.

Audiência Publica para tratar sobre o abigeato no município de Giruá.

13 de outubro de 2017 0 Por giruacamara
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Diante das dificuldades e prejuízos relatados por produtores rurais de Giruá, a Câmara de Vereadores realizou audiência pública cujo objetivo foi debater e buscar soluções para os casos de abigeato registrados no município.

A solicitação foi apresentada pelo vereador Luiz Fernando Desbesell e assinada pelos demais vereadores. Na audiência esteve presente o delegado de policia civil Sr. Rogério Junges, Comandante da Brigada Militar Sr. Sargento Vagner Aires Flores, Sindicato Rural Sr.Juarez Londero, Sindicado dos Trabalhadores Rurais Sr. José Ribeiro Prestes, Sr. Claudio Flávio Wechenfelder que representou o Prefeito municipal e contou com a presença de agricultores do município,

Na oportunidade os representantes da segurança pública do município colocaram em pauta o fortalecimento da fiscalização melhores condições de trabalho e principalmente o reforço de policiamento no município.

Segundo o autor da audiência pública Vereador Luiz Fernando C. Desbesell foi verificada as seguintes necessidades:

– Alteração da Lei que trata o abigeato.

– Penalidades mais rígidas.

– Reativação da patrulha rural da BM.

– Aumento de efetivos da BM e Policia Civil.

– Intensificação da vigilância municipal e estadual.

– Emenda parlamentar visando a instalação em nossa cidade em pontos estratégicos de câmeras de monitoramento.

Por parte dos produtores rurais comunicação entre vizinhos:

– Denuncia a Policia de movimentação suspeita.

– Fazer imagens do rebanho, visando posteriormente a identificação.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>