Em reunião no TecnoURI, BRDE e parceiros analisam Plano Estratégico da Região

Em reunião no TecnoURI, BRDE e parceiros analisam Plano Estratégico da Região

26 de novembro de 2018 0 Por admin
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

O auditório do Parque Tecnológico da URI Santo Ângelo sediou na manhã e tarde de quarta-feira, 21, a Oficina de análise e seleção de projetos passíveis de financiamento pelo BRDE.

O evento foi promovido pelo COREDE Missões, BRDE, COREDES-RS e Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do RS, inserido no contexto de implementação da Carteira de Projetos, elaborados no processo do Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional.

No turno da manhã foram discutidos o detalhamento da metodologia de trabalho e na sequência, análise dos projetos, em grupos, de acordo com a modalidade dos mesmos e das possibilidades de viabilização. Na parte da tarde aconteceram rodadas de negócios.

Além de representantes do BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, participaram técnicos do Ministério da Integração Nacional, o presidente do COREDE Missões José Claudio Lourega Reis, juntamente com membros da diretoria, presidentes de Comudes, representantes das prefeituras e empresários da região.

Pelo BRDE compareceram o diretor de Planejamento e Financeiro Luiz Noronha, assessor da diretoria do BRDE Cesar Leitão, Inez Eggers, Alex Leitzke, Daniel Souza, Rogério Escobar, Alexandre Barros e Luciano Salgado. Pelo Ministério da Integração Nacional, participaram o Analista de Infraestrutura Weslley Oliveira de Araújo e o Assessor Samuel Menezes de Castro.

O plano é composto por um amplo diagnóstico regional, por uma matriz de potencialidades, entraves, oportunidades e ameaças, por estratégias e por uma ampla carteira de projetos. Os projetos elaborados apresentam minimamente objetivos, justificativas, escopo, metas, órgãos intervenientes, cronograma e uma estimativa de recursos necessária para sua execução.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>