Emater/RS-Ascar de Giruá avalia o planejamento da Chamada da Agroecologia

Emater/RS-Ascar de Giruá avalia o planejamento da Chamada da Agroecologia

15 de maio de 2017 0 Por giruars
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

Estamos no terceiro e último ano do trabalho de ATERS, realizado pela Emater/RS-Ascar, para cumprir as atividades firmadas em contrato com o MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário). Esse contrato, mais conhecido como “Chamada Pública da Agroecologia”, prevê, entre outras atividades, uma reunião anual para avaliação das atividades realizadas e planejamento das próximas atividades.

A Chamada Pública da Agroecologia tem como objeto de incrementar, fortalecer e difundir os Sistemas Orgânicos de Produção Agropecuária e Agroextrativistas no âmbito da agricultura familiar. Consolidar e ampliar processos existentes de promoção da agroecologia, através do desenvolvimento local/territorial levando em conta os diferentes níveis de transição e organização dos beneficiários, e também aplicar as diretrizes da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica – PNAPO.

No município de Giruá, fazem parte da chamada da agroecologia, 25 famílias, que foram convidadas a participar da reunião anual de avaliação e atualização do planejamento. O dia marcado foi 10 de maio, na comunidade Bela Vista e estiveram presentes 38 pessoas incluindo o assistente técnico regional da Emater/RS, na área da agroecologia, Gilmar Francisco Vione.

Na parte da manhã, o chefe do escritório municipal da Emater, o engenheiro agrônomo Diogo Krann Danda, fez um relato das atividades que foram desenvolvidas até o momento, para depois partir para o processo de avaliação e atualização do planejamento. Logo após o almoço, a Extensionista de bem-estar social da Emater, Helena Sandri Zaltron, para atender os pedidos das famílias assistidas, fez uma demonstração de como fazer barrinhas de cereais.

Na parte da tarde, o colega Gilmar F. Vione, com ajuda das famílias beneficiárias, fez uma prática de produto homeopático para controle da mastite, que é uma inflamação do úbere das vacas leiteiras e que causa sérios danos a essa atividade. Logo em seguida, ele juntamente com o casal, Sr. Siegfried Schott e Ivone Schott, residentes em Bela Vista, demonstrou como fizeram a coleta de organismos eficientes da natureza, que podem ser utilizados em benefício das espécies cultivadas pelo homem.

Logo após, todos foram para a propriedade do Sr. Selmo Eberhardt para participar de uma demonstração prática de como fazer o composto fermentado chamado “Bokashi”.

 

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>