Giruá decreta situação de emergência em razão da ocorrência de estiagem

 

            No dia 28 de outubro, o prefeito em exercício Antonio Carlos Dalla Costa, após levantamento junto a sindicatos e lideranças ligadas ao setor primário da produção, a agricultura, tomando conhecimento dos prejuízos causados pela estiagem, decretou situação de emergência, através do Decreto Municipal nº 1.691.

            Desde então, o município aguardava pela homologação estadual, a qual ocorreu no último dia 23 de novembro, comprovando que Giruá tem a sua principal base de geração de renda fortemente atingida pelos efeitos da estiagem. O levantamento dos prejuízos causados na agricultura foi um trabalho coletivo envolvendo além da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, a EMATER, a Defesa Civil Municipal, Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e cooperativas ligadas ao setor.

            Para o prefeito interino em exercício, André Adão Kuhn, com a falta de chuvas ao longo dos últimos meses, a situação é muito preocupante, entretanto com a homologação deste decreto, o município estará apto à contar com apoio de entidades a fim de promover alteração do cumprimento de obrigações dos produtores, podendo entre outros benefícios, servir de apoio para prorrogação e negociação de financiamentos agrícolas.

            Para maior abrangência do decreto, Giruá aguarda o reconhecimento à nível federal, o qual deve ocorrer nos próximos dias.

Homologação Estadual:

https://www.diariooficial.rs.gov.br/materia?id=487246

 

Fonte: Assessoria de Imprensa – Prefeitura Municipal de Giruá