Palestra alusiva ao Dia Nacional da Não-Violência Contra a Mulher em Giruá

Palestra alusiva ao Dia Nacional da Não-Violência Contra a Mulher em Giruá

22 de novembro de 2018 0 Por giruaimprensapm
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

O dia 25 de novembro é conhecido como o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher, em Giruá, a Secretaria de Promoção Humana, através do CREAS, promoveu uma manhã de palestra motivacional no Salão do Congir.

Essa data, portanto, foi criada com o objetivo de expandir e aprofundar o debate sobre a violência contra as mulheres em nossa sociedade visando assim sua eliminação. É importante ressaltar que a violência contra as mulheres se apresenta de muitas formas, não é apenas física, mas também pode ser de caráter psicológico, entre outras.

Foi com o intuito de empoderar as mulheres contra possíveis agressores e aumentar a autoestima das mesmas, que a equipe do CREAS trouxe uma palestra motivacional com a Psicopedagoga e Coach, Maria Odila Taborda. A palestra também abordou temas como feminicídio, machismo e os diversos tipos de agressões.

Estiveram presentes no evento autoridades como o Prefeito Municipal, Ruben Weimer, a Secretaria Municipal de Promoção Humana, Rita Eliane Santos e o Defensor Público André Iglésias e Silva Borges. Além de representantes de instituições do Município como Liga Feminina de Combate ao Câncer, Hospital São José, Apae, PIM, Conselhos municipais, entre outros.

O evento foi organizado em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Cultura e Planejamento Econômico.

Os envolvidos na ação ficaram incumbidos de espalhar e reforçar essa mensagem de combate a todos os tipos de violência contra a mulher para as pessoas das comunidades que participam ou lideram a fim de reduzir os índices desse problema tão sério que assola nossa sociedade.

<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>
<script async src="https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- NoroesteRS Horizontal Interna -->
<ins class="adsbygoogle"
     style="display:block"
     data-ad-client="ca-pub-6671241058894185"
     data-ad-slot="5444180360"
     data-ad-format="auto"
     data-full-width-responsive="true"></ins>
<script>
     (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>